FANDOM


Desde criança, eu, Claude, sonhava com minha futura namorada. Ela era linda. Cabelos castanhos, olhos pretos, uma pinta no queixo, piercings na orelha, a garota perfeita pra mim. Lá pros meus 17, 18 anos, me aparece em minha faculdade a garota exatamente igual aos meus sonhos. Illane era seu nome. Fiquei louco com a garota, mas não tinha coragem de chegar perto dela para contar a louca coincidência. Nem precisei. A própria veio falar comigo no primeiro dia de aula, no intervalo. "Olá, sou Illane." "Claude." "Me desculpe te incomodar, mas não consegui me segurara para falar. Não quero o constranger nem parecer estranha, mas...Você tem a aparência do cara que eu sonhei ser meu primeiro namorado desde que sou criança." Estremeci de felicidade e surpresa na hora que ela disse isso. " M-Mas que coincidência! Eu ia dizer a mesma coisa sobre você!" Depois de um conversarmos, decidimos nos tornar namorados. Sim, minha primeira namorada foi uma garota que eu tinha acabado de conhecer. Passou dois ou três meses, e eu Illane estávamos cada vez mais próximos. Não tínhamos conflitos, éramos felizes. Quando passou para 6 meses, começamos a nos desentender bastante. Illane era possessiva e extremamente ciumenta, não me deixava ter amigos. Ficou com raiva até dos meus pais! Era doentio. Um dia, cheguei em casa mais cedo. Gritei minha mãe, mas ela não respondeu. Fui até o quarto das minhas irmãs, e tive uma visão sinistra. Minhas irmãs estavam esfaqueadas, com todos os órgãos de fora. Pensei em me esconder, mas lembrei de minha mãe e de meu pai. Corri até seu quarto. A porta estava semiaberta, e eu ouvia um grave som metálico. Abri a porta, e vi Illane matando minha mãe. "ILLANE! O QUE ESTÁ FAZENDO?!" "Claude! Você não chegava mais tarde?!" "Mas o que você está fazendo com minha mãe?!" "Eu fiz isso por nós!! Ela me chamou e disse que não queria que eu fosse mais sua namorada!!Agora, sem eles no nosso caminho, podemos nos amar!!Você me ama, não ama, Claude?" "Você é louca!!" "Louca por você!!" "Fique longe de mim!!" Eu desci as escadas, correndo. Meu pai chegou, e eu trombei com ele, com lágrimas nos olhos. "Claude? O que houve?" "Pai, pai....A Illane, e-ela enlouqueceu! Ela matou a Bianca, a Agnassa! E a mãe! A gente tem que sair daqui!" "Ela...Matou... A SUA MÃE?! VOU ME ENTENDER COM ESSA PUTINHA AGORA MESMO!!" Meu pai subiu as escadas, mas logo desabou, com a jugular rasgada. Eu olhei para Illane. Estava toda suja de sangue. E seus lindos olhos escuros agora, estavam sedentos de sangue, sem pupilas, sem sinal de alma. Ela desceu as escadas, vagarosamente, com os pés descalços e sujos. Eu estava imóvel. Quando estavámos cara a cara comigo, ela desapareceu. Isso mesmo. Sumiu. Assim que os tiras chegaram, eles me viram com a faca de Illane em mãos e todo ensanguentado. Eu mesmo não entendi o que tinha acontecido. Depois de dois meses, ainda não entendia como as minhas digitais foram parar na faca, e não as de Illane. Um dia, um amigo veio me visitar na prisão e perguntei a ele sobre Illane. "Então, como Illane está?" "Quem é Illane?" "Cara, a Illane. Nossa colega de faculdade, minha ex namorada." "Ah, está falando da sua amiga imaginária, que você conversava e fingia beijar no intervalo. Bem, eu que pergunto como ela está, hehe." "Que? E-Ela é real! Ela matou minha família!" "Não vai me dizer que contou essa historinha pros tiras...Nossa, você não mudou nada. Olha, agora tenho que ir. Minha noiva está esperando. Ah, e manda um beijo pra 'Illane", hehehe." Então, nada tinha passado de uma alucinação da minha mente. Illane nunca tinha existido. E, no dia do meu julgamento final, no qual fui condenado a morte, vi Illane no meu julgamento, como testemunha. Apontei para ela. "Meretíssima! É ela! A assassina, naquela cadeira!" A promotora de justiça olhou para a cadeira, agora, vazia. " Sr. Claude, sem gracinhas no tribunal, por favor." No dia que eu ia ser executado, vi Illane perto da cadeira. Consegui me soltar e fugir de lá. Hoje me dia, sou procurado pela polícia. Me escondo num casarão abandonado. Depois de fazer umas pesquisas, descobri que Illane é uma criatura que se alimenta dos sonhos das pessoas e se transforma no desejo mais profundo da vítima, sugando sua vida. Se for descoberta, ela desaparece como se nunca tivesse existido. e, o pior de tudo, ela ainda me segue em meus sonhos. Se você sonha com alguma coisa e, um dia, ela estranhamente aparecer para você, a recuse. As coisas nem sempre são o que parecem ser. O preço é caro para aqueles que se esquecem do que realmente é importante. Não querem acabar como eu, não é? Espero que não.

Oi, gente. Aqui é a LUNA919. Espero que gostem desse conto. Continuem mandando ideias de mais estórias. Estou sempre disposta a atender seus pedidos. Aproveitem e passem em ouutra que eu escrevi faz um tempo. "mundo feio". Aproveitem e que seus pesadelos se tornem realidade para os perseguir.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória