FANDOM


Acordei hoje cedo, como se fosse o dia mais feliz da minha vida, fui até a cozinha preparar algo para comer, pois saco vazio não para em pé, ha ha, ouço pássaros cantando, as arvores a cochichar, mas a algo de errado minha esposa não me deu nem bom dia e foi direto ao trabalho.

Mas hoje vou fazer algo diferente que tal uma caminhada pelo parque, como de costume! não gosto de estar ao redor de muitas pessoas por isso escolho um lugar mais reservado  como o parque na floresta local, mas meu carro esta sem gasolina minha mulher deve ter pego para o seu carro, há ha.

Resolvi andar de bicicleta ouvindo apenas o som da natureza ecoar como uma orquestra em meus ouvidos, aquela brisa, o cheiro verde, mas hoje parece um dia diferente, fora da rotina, como se eu tivesse feito alguma coisinha diferente do habitual hoje, mas fazer o que, o jeito é deixar de lado.

Mas espera ai estou sentindo algo estranho em meu peito, como um vazio, por mais que seja normal pelo fato do meu distúrbio de bipolaridade depressiva, que já não sentia a anos, então lembrei de minha esposa e sorri, tentei lembrar o que acontecera noite passada, olhando em meus bolsos, por mais obvio que seja, encontrei em bilhete com batom, de cor vermelha, escrito o seguinte: "Nossos filhos estão impacientes, eles precisam de um apoio paternal de vez em quando, beijos sua querida".

Achei aquilo estranho, pois não lembrara de filho algum, ao decorrer das horas andando em minha bicicleta, eu começo ter um sentimento de vazio muito profundo a coisa mais triste que senti, então resolvi ir até a cidade, checar se minha esposa estava bem.

Fui até o trabalho dela, um escritório local, mas para minha surpresa estava fechado a 4 anos. Naquela hora já estava ansioso prestes a ter um surto até que decidi ir, até o colégio dos meus filhos, e como só tinha um na cidade, foi fácil de encontrar.

Mas ao chegar lá tive uma grande surpresa, ele estava aberto com algumas crianças, só que pesquisei e ninguém sabia de minha existência, comecei a ter uma sensação estranha, resolvi voltar para casa. Chegando em minha casa fui até o escritório, lá tinha uma planilha de viagens e fui de atrás do ultimo destino.

Ali na estrada em plena noite os riscos de acidente eram enormes, mas não me fez desistir, até que encontrei algo estranho na pista, um tipo de derrape, fui investigar de mais perto era um carro queimado e capotado, fui checar e tinha duas crianças, uma mulher, e... Um homem.

Então os fatos ficarão claros agora, quem era e o "que" era, eu era o homem carbonizado naquele carro...

Tão pouco minha ingenuidade fosse, mas não era, eu tinha ficado em frente ao carro fazendo com que eles capotassem, muito feridos estavam sem reação, clamaram por ajuda, mas ao invés da ajuda veio algo incomparavelmente pior, eu... Primeiro convenci eles gentilmente a falar onde ficava a casa deles, e eles me apontaram, então sem dó esfaqueei ambos, fui até a casa deles para pegar o galão de gasolina e tomar um banho. Incendiei o carro e... Fui para a minha casa dormir, mas antes tinha que pegar alguma lembrança e achei no bolso da mulher uma carta, só que não era batom e sim... Sangue!

Fui dormir em minha nova casa, e então assim teria acordado pela manhã, mas esperai quem sou eu? Sou o fantasma da noite, cujo coração fora partido por uma mulher idêntica ao do carro, mas a do carro teve um destino melhor que minha esposa...


Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória