FANDOM


-Nossa, isso é tão clichê...

Eu navegava na internet, era costume meu, fico o dia inteiro só pesquisando sobre seriados daqueles que consigo zoar, isso é realmente bem engraçado, eu até ria sozinho...

Não me apresentei devidamente, meu nome é Fidus, NÃO... Me pergunte por que ganhei esse nome ridiculo, só sei que é... Na verdade, nem eu sei o significado disso...

Parando de falar do meu nome, eu tenho 14 anos, e sim, já malicio as coisas e tenho idade suficiente para ir na sua casa e te socar até sua morte lenta e dolorosa, se não acreditar no que eu irei lhe contar agora! (Se você for virgem, vai ser pior ok?)

Quando eu tinha uns 11 anos ainda, eu gostava de brincar com minha irmã menor

de 9 anos. Ela tinha umas bonecas legais, eu inventava histórias com ela de que por exemplo, umas barbies dela tinham sido raptadas e o Ken (que parecia muito gay, mas era o que tinha) ia salvá-las e matar o vilão, e era bem divertido, eu admito...

Mas as vezes, uns amigos meus passavam em frente à minha casa, e gritavam coisas como "Você é ridiculo" ou "Ai, que bonitinho, brincando de casinha" e começavam a rir de mim, e isso me chateava muito, pois eu só curtia ficar com minha irmã às vezes, e já que éramos órfãos desde quando tínhamos 6 e 4 anos (não quero falar sobre isso...), eu venho cuidando dela... E isso levou ao nosso desentendimento, pois, claro que uma hora aquela "Brincadeirinha" de me chamar de Homossexual me deixou com raiva, as meninas ficaram sabendo, o que mais eu faria? Então nunca mais falei com eles e eles não passavam mais na minha casa...

Depois de um tempo...Me senti meio sozinho, era apenas, eu, minha irmã, e nossa enorme casa com meu PC... Às vezes, eram só eu, com meu computador todo sujo mesmo... Até o meu aniversário não me animava mais, eu queria é me trancar no quarto e ficar lá pela eternidade... E foi isso que eu fiz, eu me joguei na cama e fiquei lá muito tempo me sentindo um forever alone da vida, e por mais que minha irmãzinha batesse na porta, eu não saia. Não ia mais pra escola... Não falava com mais ninguém...E assim foi...Até que, um dia comum no meu quarto, me alimentando apenas de balinhas da "Fini", eu levanto um pouco da cama e me viro ao PC pensando o quanto sou imaturo e idiota... Mas de repente, no meu computador, brilha uma tela negra e ele começa a emitir uns sons muito estranhos, até me fazer tampar os ouvidos e gemer de dor, parecia que meus ouvidos iriam sangrar... Quando os barulhos param, e a tela vai em uma página que eu nunca tinha acessado...Era um blog.... Eu comecei a olhar o tema dele, a pessoa que editou era realmente boa.

Mesmo com muito medo, continuei olhando para ela. Na página, a única coisa escrita mesmo era uma história, e eu tomo coragem e começo a ler...

"Você é um forever alone que se trancou no quarto, se sente sozinho e sem nenhum divertimento ou amigo?...Você chegou, no lugar... Certo! Huhu, seja bem vindo ao nosso pequeno espaço particular onde vou contar uma histórinha para te divertir enquanto ta ai trancado e sozinho, uma história que tenho certeza que vai se identificar!

Você nunca ouviu falar de um garoto chamado, Isin? Claro que não, quem teria um nome ridiculo desse? Bom, Isin era um garoto normal como esses, mas o pior, é que ninguém reconhecia ele em sua escola. Parecia que Isin era a pessoa "Estranha" que todos temiam, mas para retirar esse "medo inútil" que tinham de Isin, resolveram praticar bullying com o garoto, até ai, temos um menino normal que sofre bullyng... Mas ainda não estamos nem começando...

Isin era um garoto de 14 anos como você, mas ele não era muito "normal" para seus colegas, por causa da cor do cabelo dele, que parecia ser um roxo escuro, que ele escondia com o capuz para não parecer roxo, mas de qualquer jeito não funcionava, além de ser comprido e Isin usá-lo para esconder seu olho esquerdo e seu nariz, e todos o ridicularizavam por isso. Por causa de seu nome, que nunca haviam ouvido falar, era um nome totalmente incomum, parece que nunca tinham usado esse nome no lugar onde ele morava pelo menos. Por causa de suas vestes, ele sempre usava uma jaqueta com capuz com cores estranhas escrito "GAP" que também era bem incomum onde ele morava, dizem que ele importou essa roupa de outro lugar distante. Sua pele muito clara, isso deixava ele feio, na opinião popular de seu colégio.

Mas Isin não se encomodava tanto com o bullying, o pessoal do colégio, normalmente só o xingavam, mas depois de um tempo, todos se acostumaram com o garoto...Ai então, foi que Isin ficou mais deprimido, pois no fundo, ele gostava da atenção que davam a ele com o "Bullying", e quando isso parou, começaram a ignorá-lo, como se ele não existisse, tanto os alunos quanto os professores... E com o tempo, o garoto foi esquecido...

Isin, totalmente traumatizado com essa experiência, ele passou a chorar todas as noites em seu quarto, por ser uma pessoa inútil para a sua escola... Pensando nisso, a cada dia na escola, o garoto ficava mais esbranquiçado, todos os dias, cada vez mais, e mais... Quanto mais ignorado ele era, de formas mais ruins, cada vez mais, o garoto só ficava mais pálido e até esquelético, como se sua gordura fosse sua "Atenção"... Isin não estranhava, porque não se olhava no espelho, então as coisas estavam totalmente normais para ele, até as pessoas do colégio notarem, mas nem comentarem nada...

Solus.jpg

Solus é um monstro que normalmente assusta as pessoa na biblioteca de seu colégio abandonado.

 Em seu último dia de aula no colégio, o garoto estava só com o esqueleto, se rastejava até a escola gritando por atenção, e todos estavam morrendo de medo, e por isso paravam como estátuas a cada vez que Isin se aproximava, era como se Isin fosse uma abelha que picaria eles se algum dos colegas se mexesse... A partir desse dia, ele voltou pra casa totalmente arrassado, sem dizer uma palavra, rastejando até seu quarto, sozinho... Lá dentro, ele começou a chorar sangue, e não sabia por quê, parecia que isso nunca acontecia com ninguém, ele se perguntava o por quê isso só acontecia com ele...

No mesmo dia, 00:00 o garoto saiu de casa novamente rastejando, até encontrar um homem na rua muito sorridente, sua alma parecia pura, e Isin, com um sorriso rastejou até o moço.

Isin lhe agarra a perna e diz 

-A-A-A...Atenção...

O Homem se arrepiou e tentou correr, mas Isin lhe puxava, e no meio de seus puxões, o garoto esquelético, com a boca bem aberta cheia de dentes muito afiados, mordeu o rapaz tentando impedi-lo de correr... O garoto não tinha a intenção de fazer isso, foi apenas sua intuição, ele pensava... O sangue escorria de sua boca...E era....Gostoso... Isin começou a tentar comer o rapaz por inteiro... Mas não funcionava, parecia que seus dentes não eram afiados demais, então ele colocou o corpo homem entre suas pernas e esmagou-o com todas as suas forças... Mesmo com seu corpo esquelético, ele havia conseguido de alguma forma, como se tivesse colocado todos os atos de ignorância que tinha recebido em suas pernas esqueléticas... E ai finalmente, Isin consegue comer o rapaz apenas espremendo as partes de seu corpo em sua perna. No fim, Isis falou apenas algumas palavras com sangue escorrendo de sua boca com milhares de dentes afiados.

-...Solus....

Assim nasceu Solus, um ser que já foi um garoto ignorado com você, mas você já pensou em ter suas partes de corpo ES-MA-GA-DAS?..."

Depois dessa pergunta, eu desliguei o computador na velocidade da luz, nervoso, pensando naquela história totalmente ... Grotesca... Mas o que me intrigou, era como ele sabia de minha idade, e como sabia que eu era tão sozinho quanto Solu? No mesmo momento, uma luz vermelha acendeu no meu computador...Eu não tinha desligado ele? Eu fiquei com medo, apenas olhando o computador pensando que era um virus, até aparecer algumas palavras no monitor

"SOLUS VAI TE PEGAR"

No mesmo momento, um cara que se encaixava totalmente na descrição de Solus pula em meu quarto quebrando a janela e caindo em mim, eu começo a gritar, mas minha irmã estava num sono completo, e nunca me escutava, não importava o quanto eu gritasse... Aquele bicho estranho parecia tentar me esmagar como na história. Ele estende sua esquelética perna e começa por minha cabeça, sua perna estava realmente cheia de sangue...Então tento reagir.

-HEY NÃO FAÇA ISSO, EU SEI COMO VOCÊ SE SENTE!!!

...Solus para de me apertar e diz:

-C-Como...Assim...

-...

Eu congelei naquela hora, não consegui falar mais nada, e quando pude, eu corri, e corri, corri como nunca corri, e sai daquela casa, parecia que Solus não me seguiu, mas tacou o meu computador no chão, que ficou totalmente quebrado, e uma mensagem apareceu novamente com a tela vermelha...

"QUE COVARDE, DEIXOU SUA IRMÃZINHA? AHAHAHAHAHA"

Eu fiquei aflito, e comecei a chorar. Juntei coragem, e resolvi correr no quarto de minha irmã...

... Paralisei com a imagem... Eu vi o corpo de minha irmã, pálido, jogado no chão e todo cortado em pedaços, mas alguns estavam faltando, sem falar de seus olhos que não estavam lá. Naquela hora eu congelei, e congelei mais ainda com uma outra mensagem, dessa vez num papel dentro da boca de minha irmã:

- "Arrependido?"

Créditos á BenDrownedKun

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória