FANDOM


Você já parou pra pensar porque sentimos medo?

O medo não é um simples sistema de defesa instintivo do seu corpo. Sem ele você fica louco.

Todos temos medo de algo por mínimo que seja. seja de lendas,seres vivos,objetos inorgânicos ou até mesmo palavras. Mas a história que eu vou contar é outra.

Em maio de 2006 foi encontrado um diário de um rapaz de 14 anos que morava no oeste do rio grande do norte assassinado com arranhões na testa.

Dia 12 de janeiro

Meus pais vão viajar vou ficar na casa de um amigo, ele parece meio chapado mas é gente boa ele tem 19 anos.E nós gostamos de comer uma paçoca juntos assistindo o filme do Pelé.Enquanto fumamos um baseado.

Dia 13 de janeiro

Fui até a casa dele era enorme, bom acho que nem tanto, ele tava me contando que era bipolar e ficava no psicólogo a maior parte do tempo.Também tava me contando que era gay , drogado e presidente da Colômbia.

Dia 14 de janeiro

Que merda, não consegui dormir a noite inteira ele ficou rindo que nem um maníaco que acabou de matar alguém,fiquei gritando pra ele calar a boca mas parecia surdo.Aposto que ele tinha fumado e tava tendo umas aluçinações loconas.O cargo de presidente da Colômbia mexe com a cabeça dele , coitado ...

Dia 15 de janeiro

Fui tirar satisfações sobre que porra era aquela e ele me disse que tem esses surtos desde os dez anos e que era por causa da bipolaridade e das drogas . Ele me disse que noite passada tava gritando porque o bofe dele tinha largado ele...coitado...

Dia 16 de janeiro

Aqui é um tédio eu tenho que ficar dormindo de dia porque ele fica gargalhando que nem um bêbado a noite inteira, quando ele ia dormir eu perguntei a ele se ele podia parar com aquilo ele fez um sorriso sarcástico. Fui pra casa com alguns noiados buscar minhas drogas. quando voltei ele tava gargalhando que nem louco de novo fui cutucar o braço dele e ele me olhou com uma cara de que viu um fantasma e disse 'oque você quer' 'um bofe lindo pra me amar e para casar =3'eu disse do fundo do meu coração e ele disse 'não vê que eu to ocupado comendo essas goiabas ?... otário ...' saí correndo de lá e fiquei na ruas fumando altas drogas.

Dia 19 de janeiro

Fiquei alguns dias sem escrever porque perdi meu diário o meu amigo sumiu e deixou um bilhete que estava escrito "Sinta medo", pensei que fosse uma brincadeira besta dele ou um surto que ele teve a cama estava cheia de sangue e drogas, liguei para meus pais e eles não atenderam, liguei pra polícia e falei do acontecido, eles vieram até aqui vasculharam a porra toda e não encontram nada de mais (além das drogas e do cocô falso no armário dele) eles disseram que tavam procurando um cara que tinha matado um deficiente mental dentro de um sanatório o mais estranho é que eles não encontram nenhuma prova só ouviram gargalhadas e um estrondo, bom se era isso que ele quis dizer com matar idiotas acho que era ele o assassino.

Dia 21 de janeiro

Porra, ele voltou pra casa e perguntou o que tinha acontecido porque ele acordou no meio da calçada todo ensanguentado com cheiro de cachaça eu explique tudo ele me pediu pra eu amarrar ele e levar pra delegacia, isso pode parecer uma piada podre ou um enredo de de um filme de parodia dos anos 80. atendendo ao pedido dele o levei para a delegacia o delegado nos viu com uma cara de ameixa podre e eu tirei as amarras e saí dali correndo.

Dia 25 de janeiro

Acho que vou abandonar o diário, também acabei de descobrir que todos os colegas de cela dele foram mortos,e dessa vez ele ficava repetindo a mesma fala de noite 'eu não tenho mais medo, não quero matar, me ajudem', pelo menos foi isso que o delegado disse que ele falou isso. Ele vai ser executado, ele não tem advogado ou família.

Dia 30 de janeiro

Ele vai ser executado hoje ,voltei pra minha casa a pouco tempo e meus pais também voltaram quando souberam da noticia, minha mãe me obrigou a ficar em casa até ele ser executado.

Dia 31 de janeiro

Merda. vi no jornal. Ele matou a pessoa que ia executar ele e fugiu. Isso já ta ficando muito estranho. Uma pessoa viu uma pessoa estranha era grande, albina e tinha unhas de metal. Não mais o que eu faço eu encontrei o nome de algumas pessoas escritos com giz de cera na parede da delegacia, eram bandidos, doentes mentais e jornalistas o mais estranho era que meu nome estava lá"

Esse foi o ultimo relato dele, os pais dele ouviram um estrondo durante a noite foram ver em seu quarto e ele estava lá, morto com um odor de bebidas alcolicas e com o sangue drenado

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.