FANDOM


12/04/2015, Olá, meu nome é Marcelo, Marcelo Henrique, tenho 14 anos, sou de São Paulo, esse é o meu primeiro diário, o clima frio e calmo reina sobre os céus da minha cidade, minha mãe está se prepara pra ir ao trabalho e eu e minha irmã Camila, de 16 anos para o colégio, hoje nossa escola nós levará para acampar...

O transito está calmo, anormal para a nossa cidade, estamos quase a nossa escola.Finalmente chegamos a escola e estamos preparando pra ir a floresta, depois de 30 minutos na estrada o ônibus finalmente chega ao ponto que esperamos, bem nós estamos observando a floresta e suas características, um lindo lago fluía maravilhosamente no meio de tanta árvore e mato, provocando uma linda paisagem, o lugar perfeito pra se acampar, o que realmente intrigava os meus colegas era a presença de alguns círculos com X no meio, feitos de tinta preta.

A noite chega, colegas e funcionários armam suas barracas e se sentam sobre troncos para se aquecer em torno de uma fogueira e comer alguns marshmallows, 22:00 em ponto, eu e meu amigo Paulo estamos nós preparando para bater um papo e dormir, agora irei dormir.De repente acordei em plena madrugada, em torno de 3:30 - 4:00, o cheiro abafado e o calor predominou sobre as nossas barracas, sai da minha barraca e sentei sobre uma rocha para tomar um ar fresco, olhei para os lados e senti um leve calafrio, como se alguém estivesse me observando, me tocando...

Me deparei com um homem alto, de braços e pernas altas, terno e gravata preta, seu rosto desfocado, não dava para ver muito bem, culpa da noite escura, com a lua cheia como minha única fonte de luz, nessa hora gelei, o medo corria por todas minhas veias, não posso gritar pois não quero acorda-los, tentei me aproximar da criatura, deixei o meu diário cair sobre os matos grandes e fundos, abaixei pra pega-lo, me levantei para seguir o meu caminho, e a figura não estava mais lá, e voltei a minha barraca, para dormir.

13/04/2014, 06:00, acordei confuso pensando naquele homem

-Hey está na hora do café, vamos levante, algo aconteceu com você?Perguntou minha irmã com uma voz doce e suave.

-Não é nada, só estou confuso, vi um homem alto e esguio, de terno, hoje na madrugada.Respondi eu.

-Deve ser coisa da sua imaginação cara, estamos no meio do mato.Disse Camila.

Fingi que estava acreditando nas palavras de minha irmã, mas eu sabia que não era minha imaginação nem um sonho qualquer, passamos a tarde toda nós divertindo, conversamos, pescamos, jogamos alguns jogos de baralho e tabuleiro, o dia está quase acabando, preparamos pra mais uma vez comermos e dormimos, vou dormir, adeus.

Madrugada de 14/04/2014, acordei com um repentino grito vindo da barraca de meu professor, Mauro, sai da minha barraca e falei o que houve professor?Não ouvi nenhuma resposta, mais um vez falei, o que houve?Não recebi nenhuma resposta, abri a sua barraca e encontrei meu professor mutilado, com seu estômago e tripas para a fora, e seu dedo indicador da mão direita fora da sua mão, gritei repentinamente:

-QUE PORRA FOI ESSA?

A escola toda acordou com meu grito, e foram ver o que estava havendo, e se depararam com o corpo de Mauro, e um bilhete escrito com sangue ou tinta vermelha, com um circulo com um X no meio, vou ditar a mensagem:

-Crianças; se retirem dessa área sobre o domínio de Slender-Man, ou irão acabar como esse cadáver aqui, este é só um aviso.atenciosamente O Vingador.

Os professores arrastaram o cadáver para o lago do lado, e falou que iria ficar tudo tranquilo e que nós fossemos dormir, e que na manhã seguinte iremos embora para nossas casas, como se nada tivesse ocorrido, discordei.

-Como iremos dormir com um assassino solto?

A paisagem agora estava devastada, manchada de sangue, e eu sabia que tinha haver com aquele homem, e fui para minha barraca dormir, acordei novamente com um som de ossos se quebrando e sangue escorrendo, e sai da minha barraca para ver, e me deparei com aquele mesma criatura esguia denominado "Slender-Man", desta vez saia tentáculos negros de seu ombro, ele estava acompanhado de uma figura que parecia ser um homem de em torno de 16 anos, usando um moletom preto, de capuz, e luvas negras, o seu cabelo estava escorrido, penteado de forma asiática, e uma mascara branca, iluminada pela a luz, com um sorriso estampado, feito de caneta preta, e detalhes escorridos feitos a caneta vermelha, desenhado sobre a seu moletom, estava lá aquele mesmo X e seu circulo, ele usava um machado com uma ponta de ferro, molhado de sangue dos meus colegas e professores, ele disse com uma voz suave e distorcida:

-Olá Marcelo, eu simplesmente avisei, para se retirarem daqui, não me deram ouvidos e vão sofrer as consequências por entrarem no nosso território.

Ele passou o seu machado sobre o meu ombro e fez um leve corte, eu gritei:

-AHWW MEU BRAÇO, CARALHO.

Corri sem pensar na dor, e gritei por minha irmã:

-CAMILA, ELES ESTÃO AQUI.

-Quem está aqui Marcelo?Perguntou Camila.

-AQUELE TAL VINGADOR.Gritei alto.

Minha irmã e eu corremos rapidamente com intenção de sair da floresta, e pedir ajuda, os gritos agudos dos meus colegas, e aquele zumbido, no meu ouvido, me deixavam nervoso, minha pele estava pálida, estava gelando de medo, eu tenho que sair daquele lugar, não importa o que aconteça, aquele Vingador, estava atrás de mim, Camila sacou um telefone de seu bolso, e ligou para a policia, o telefone estava sem sinal, eu gritava por ajuda, eu ouvia os gritos das pessoas sendo mortas, eu não aguentava mais correr.

-Camila corra, eu não aguento mais.Eu falei.

-Não Marcelo, aguente firme.Falou Camila, com seus olhos cheios de lágrimas.

Eu tropecei no chão, e aquele tal Vingador Me pegou...Ele enfiou o seu machado sobre o meu estômago, o sangue escorreu, estava doendo muito, Camila corria, chorando, vendo o meu corpo sendo perfurado, o Vingador colocou o dedo indicador na boca, e disse:

-Não se preucupe, não irá doer, será rápida a sua morte.

Acordei no hospital, com meu corpo todo rasgado, e sem forças, fiquei traumatizado com aquelas cenas, o sangue escorrendo no mato, e falei com uma voz suave e baixa.

-Cade você?Camila.

Camila chegou na minha sala, com meu notebook.

-Escreva o que aconteceu com nós, aquele homem alto é chamado de Slender-Man, geralmente ele aparece em florestas, e aquele Vingador, é um "Proxy", Proxys são assassinos, marionetes, manipulados pelo Slender-Man.Falou Camila...

Então peguei meu notebook e estou escrevendo para vocês, e um ultimo aviso.

-Não pertubem o Slender-Man...

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória