FANDOM


Alguém se lembra do episódio de Bob Esponja "A Esponja que Podia Voar" que foi transmitido em Março de 2003? Ele foi batizada com o nome de "Episódio Perdido" pelos seus anúncios com base no enredo do episódio, onde Patchy, o pirata, usa um mapa para encontrar o episódio de Bob Esponja que ele perdeu. Na noite antes do episódio ser transmitido ao vivo, eu estava com gripe estomacal. Eu estava me sentindo muito mal para dormir, de modo que fiquei na sala assistindo TV. Cerca 02:30, meu estômago começou a melhorar, de modo que planejei desligar a TV e tentar ir dormir, mas quando eu estava alcançar o meu controle remoto, a abertura de Bob Esponja começou a tocar. Bob Esponja era o meu programa favorito na época, portanto eu não poderia deixar de vê-lo. Ainda que eu achasse que era estranho que eles estivessem mostrando Bob Esponja no meio da noite, eu não liguei muito. Quando a abertura começou, eu reparei que o contraste da animação estava ligeiramente mais escura do que o habitual, e a música-tema soou um pouco áspera. Isto fez-me sentir um pouco desconfortável, mas eu tentei ignorar aquilo. O título era "Episódio Perdido", e eu achei que havia acontecido um engano e a Nickelodeon ia acidentalmente transmitir "A Esponja que Podia Voar".

Quando o episódio começou, ele imediatamente pareceu fora do comum. Ela começou com Bob Esponja sentado em sua cama, olhando para baixo, com um olhar sombrio no seu rosto. Aquilo definitivamente não parecia com Bob. Bob Esponja é tão otimista o tempo todo; por que ele estaria agindo assim? Depois de cerca de 10 segundos vendo Bob Esponja assim, ele soltou um grande suspiro. Em seguida, olhou para o seu barril de cabeceira, e o câmera deu zoom em uma garrafa de pílulas que estava ao lado do seu relógio. Quando o zoom ficou perto o suficiente para ler o texto  na garrafa, ela mostrou que era um vidro de Prozac (Nota da Tradutora: Prozac é um antidepressivo muito forte). A próxima cena tinha um contraste muito mais brilhante e mostrando Bob Esponja tomando um dos comprimidos, e saindo correndo, sorridente e risonho, logo em seguida. O fato de que Bob tinha que tomar remédios para ser, ahn, ele mesmo me causava um certo estranhamento, até porque problemas mentais e antidepressivos são temas muito fortes e adultos para serem abordados em qualquer programa infantil. A tela voltou para a cena com Bob Esponja angustiado, enquanto o constraste voltava a ficar mais escuro. A tela congelou em Bob por alguns segundos, depois mudou para outra cena. Esta cena mostrava Bob Esponja em sua escrivaninha, a mesma do episódio "Delonga", com sua garrafa de Prozac, uma folha de papel e um lápis. Nessa cena, ao invés de permanecer em um único contraste, as cores oscilavam entre claro e escuro. Bob Esponja pegou o lápis, e uma lágrima percorreu seu rosto. O que me incomodava era que a lágrima não parecia com aquelas azuis que costumam desenhar quando Bob chora. Essa lágrima era muito realista, como se uma gota de água deslizasse pela minha TV a partir do olho dele. Bob enxugou a lágrima e começou a escrever no papel, lendo alto o que escrevia. "Eu não aguento mais." Quando ele disse isso, um barulho começou ao fundo, parecia uma criança chorando. O barulho continuou, e Bob Esponja continuou escrevendo.

"Minha vida tem sido horrível e não melhorou em nada. Meu melhor amigo, Patrick, só é meu melhor amigo porque não tem intimidade com mais ninguém. Meu vizinho, Lula Molusco, me odeia mais que tudo. Ele provavelmente ficaria feliz se eu fosse embora."

Bob parou de escrever e começou a chorar com força. A oscilação das cores ficou mais rápida, e o choro ao fundo mais alto, como se mais crianças estivessem chorando agora. Talvez tenha sido minha imaginação, mas eu tive a impressão de ouvir uma das crianças dizer "Ele vai mesmo fazer isso!" As crianças começaram a chorar ainda mais alto, e as cores a oscilar ainda mais rápido quando Bob recomeçou a escrever.

"O único emprego que eu consegui foi o de mestre-cuca no Siri Cascudo. Meu chefe se nega a me dar um aumento, e me usa para conseguir mais clientes. Tenho mais de 20 e não tenho carteira de habilitação. A única garota que eu conheci na vida, Sandy, só me vê como um amigo. Aposto que ela só é minha amiga porque tem pena de mim. Sinto muito se estou magoando alguém, mas eu simplesmente não posso mais viver assim."

A tela congelou por alguns segundos, e o desenho continuo com Bob escrevendo uma última frase. O contraste parou de oscilar e ficou mais escuro, e as crianças pararam de chorar. O silêncio era absoluto, a não ser por Bob dizendo "Adeus..."

Os choros voltaram. Bob Esponja rapidamente se levantou, abriu a tampa do vidro, encheu a boca com todos as pílulas de Prozac e enguliu todas de uma só vez. A tela ficou muito escura, mas visível. Bob Esponja pôs a mão no estômago e vomitou bile laranja-pálida e assustadoramente realista. Claramente era uma tentativa do corpo de se livrar da overdose, em vão. Bob caiu no chão e ali permaneceu, imóvel, até a tela virar estática.

Não preciso nem dizer que fiquei profundamente assustada. Dormir estava fora de questão.

Já procurei muito sobre esse episódio por toda a internet, mas não encontrei um só site que o tivesse. Se você reconhece esse episódio, por favor, me avise.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória