FANDOM


É um caso que ocorreu em Hong Kong em 1999, no qual uma recepcionista de uma boate foi sequestrada e torturada por um mês e depois morta. A mulher foi decapitada e sua cabeça foi colocada dentro de uma Hello Kitty de pelúcia, o que originou o nome do caso.

Fan Man-Yee, uma recepcionista de 23 anos de idade foi sequestrada por três homens porque devia dinheiro para eles. O plano inicial era que ela virasse prostituta, mas ao invés disso, se divertiram mais torturando-a. Batiam nela quando estavam entediados.

As vezes eles a faziam sorrir ou gargalhar enquanto estava sendo espancada, e se não fizesse isso, diziam que a matariam.

Incendiavam canudinhos e ficavam pingando o plástico derretido nos pés de Fan até que escorresse pus das bolhas em sua pele. A obrigavam a beber óleo, os mesmos urinavam em seu rosto e a obrigavam a engolir.

Quando nada de interessante estava passando na TV, penduravam-na no teto usando fios elétricos e batiam com barras de ferro. No final da vida de Fan, ela era deixada desorientada no chão ou pendurada.

Quando finalmente morreu, seu corpo foi picotado e sua cabeça foi fervida até sobrar somente o crânio e depois colocada dentro de uma pelúcia de sereia de Hello Kitty.

Em maio do mesmo ano, a namorada de 14 anos de um dos assassinos foi até a polícia reclamando de pesadelos e que o espírito de Fan estava a assombrando. A polícia foi até o apartamento para investigar e acabaram descobrindo várias evidências. A garota também tinha ajudado nas torturas.

A razão? “Bem, fiz por diversão, queria ver como era machucar alguém”. Isso foi o que ela disse a corte.

Julgamento

Os três homens foram conedanos por homicídio, pois somente com as partes do corpo recuperadas não foi possível determinar exatamente como a vítima morreu. Eles permanecem presos.

O juíz Peter Nguyen, responsável por condenar o trio à prisão perpétua, disse "Nunca em Hong Kong o tribunal ouviu falar de um caso com tamanha crueldade, depravação, frieza, brutalidade e violência." O trio foi condenado por homicídio e cárcere privado por um júri do Tribunal de Primeira Instância após um julgamento de três semanas. Eles revelaram ser um dos casos mais macabros de todo o território.[3]

Relatórios psiquiátricos referiram-se aos três, membros de uma gangue secreta, como "sem remorso". O júri determinou que os homens não tiveram a intenção de matar Fan man-yee, o que implicaria obrigatoriamente em prisão perpétua, mas sim que ela morreu como resultado de seus abusos. Eles não terão revisão da pena durante 20 anos

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória