FANDOM


Lanny the Reaper

Lanny andava tranquilamente pelas ruas, indo ao seu primeiro dia de aula no ensino médio. Ele estava muito feliz, porque pode ser uma oportunidade de conhecer um amigo. Chegando a escola, percebeu que um menino do mesmo colégio que ele estava comprando um canivete no mercadinho a sua frente. Andou até lá para falar com ele e talvez virar seu amigo.

Lanny nunca teve nenhum amigo, por ser muito tímido e sombrio. Mas hoje ele estava determinado! Nada poderia detê-lo! Enquanto vários pensamentos passavam por sua cabeça, o menino já tinha saído da lojinha. Lanny correu para escola para encontra-lo. Chegando la, o achou ao lado da sala de filosofia ,antes de fazer qualquer coisa, o menino avançou contra Lanny e gentilmente o perguntou seu nome.

-L-Lanny respondeu.

-Muito prazer, o meu nome é Martin.

Sem entender o porquê Martin falou do nada com Lanny, perguntou algo aleatório.

-E-e o que v-você faz aqui?

-Como assim? Agora é a aula de filosofia!

-M-mas, hoje é terça a p-primeira aula é de história...

-Haha! Só estou brincando. Adoro filosofia, sempre pergunto e pesquiso frases com o professor.

-P-puxa, eu também gosto m-muito de filosofia...

-Cara você gagueja muito, bota essa voz para fora!

Imediatamente Lanny se sentiu leve e escolhido, finalmente um amigo. Mas o sinal tocou e quebrou o clima de felicidade.

-E-eu tenho uma p-pergunta, p-porque v-você v-v-veio f-f-alar c-comi... *TRIIIM*

-Bem,a gente se vê no recreio! Tchau!

-T-tchau...

Se sentindo muito envergonhado por não estabelecer uma conversa decente, se retirou para a sala de história. Sentou-se e esperou o professor entrar. Uma coisa terrível iria acontecer ali. O professor entrou, e disse uma coisa que aterroriza Lanny até agora.

-Lanny... Eles podem te atacar a qualquer hora, apenas sobreviva...

O coração de Lanny quase pulou de sua boca, de repente, o professor pega uma arma e aponta para sua cabeça, aqueles segundos de terror se tornaram horas quando ele puxou o gatilho, o gatilho que destruiria a vida de Lanny. Varios alunos chorando, e Lanny simplesmente parado, paralisado. Martin olhou para Lanny com um sorriso falso e medonho. Todos saíram correndo da sala, o primeiro foi Martin, mas ele não estava derrubando lágrimas ou muito menos com medo, ele estava feliz. Lanny acordou desse pesadelo que pareceu uma eternidade e resolveu seguir Martin, mesmo do jeito que sua mente estava confusa e brutalmente infestada de perguntas e medo.

Martin parou de correr quando viu a porta para a sala de filosofia.

-Lanny, sabe por que estudamos filosofia?

-O-oque?

-"Filosofia é nada mais que o estudo da morte"

-Fácil não? Filosofia é entender o porquê e como é a morte.

-Nós estamos apenas tentando compreender...*pega canivete*

-Agora, infelizmente, é a hora de você morrer.

Martin tenta acertar o canivete em Lanny, mas ele desvia deste ataque inesperado.

-O-oque...?N-não estou entendo n-nada!!!

-Maldito! Por que não ataca decentemente?!?

Lanny desvia mais uma vez, agora com muito medo, atinge uma escolha. Corre até a sala de química enquanto Martin tenta tirar o canivete da estante que acertou. A porta estava aberta, lá estavam alguns arruaceiros do ensino fundamental tentando explodir alguns vidros com bombinhas.

-Hey! O que você esta fazendo aqui?!?

-P-por favor, me d-dê isso...

-O que pensa que esta fazendo?

Lanny arranca as bombinhas da mão de uns dos garotos e atira em Martin. Agora, Martin estava sangrando muito, então com muita força e raiva, joga o canivete no olho esquerdo de Lanny. Lanny estremece de dor e cai de joelhos. Martin caminha até sua direção...

-Então você não sabe mesmo... Vou te explicar desde o início. Considere isso um presente do seu funeral.

-U-ugh...

-Bem, existem pessoas que fazem pactos com Lúcifer, ok? Não é uma novidade pra você, mas escute isso.

-Seus pais geraram você apenas para te fazer controlar a vida e a morte.

-Você foi feito para ser um assassino em massa. Mas para controlar a vida e a morte deve-se ser um profissional. Então quando a policia descobriu que um casal qualquer estava tentando gerar um assassino apenas para diversão, resolveu prende-los imediatamente.

-Porém meses depois de presos, a policia descobriu que o casal ja fez muitas vezes crianças se tornarem assassinas. -Então foram sentenciados à morte. Mas antes deles morrerem, antes de serem presos, fizeram um pacto para seu filho virar um ceifeiro de almas inocentes, controlado pelo filho deles.

-Bem... Essa parte é a mais chocante. Eu fui contratado a exorcizar um garoto que possui a decisão de vida ou morte. O coração de Lanny começou a arder em chamas...

-Mas eu não fazia ideia que esse "ceifeiro" não sabia nem usar seus poderes, Haha!

-Agora é a hora. Adeus Lanny.

Em enquanto Martin preparava seu canivete mergulhado em água benta para atacar, os dedos de Lanny derretiam, apenas formando ossos. Lanny encosta rapidamente seus dedos em Martin para fazê-lo para-lo e o braço de Martin começa a derreter. -Argh! Maldito! Fingindo todo esse tempo... Eu não acredito nisso...MORRA SEU BASTARDO!

-*Segura braço de Martin* Me desculpe, mas se filosofia é o estudo da morte, acho melhor você vê-la de perto.

Lanny enforca Martin até a morte, ao mesmo tempo derretendo seu pescoço até sobrar só ossos. Lanny estava se sentindo ótimo, melhor do que nunca, até que ele percebeu que acabou de se alimentar de uma alma. Agora ele sabia o seu trabalho, vingar seus pais e se alimentar de almas inocentes. Para cobrir seu olho machucado, arrancou uma parte vermelha brilhante da roupa de Martin e usou de tapa-olho. Os meninos do ensino fundamental estavam suando de medo, então Lanny olhou para eles e apenas disse...

-Se filosofia é a morte... Que tal conhece-la?

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória