FANDOM


Eu não sabia mais o que estava acontecendo, eu só devo ser idiota por apaixonar-me por uma creepypasta.

Eu moro em frente a casa dele, meu nome é Jheniffer, e eu moro em frente a sua antiga casa, você deve estar se perguntando de quem eu estou falando, bem, estou falando do grandioso Toby Rogers! Não que eu seja como Nina the Killer, eu sou melhor, muito melhor que uma fã idiota que tenta atrair atenção de um assasino qualquer! Eu só quero ficar conhecida como a rainha de Toby Rogers, a única que ele vai amar, porém Clockwork impede isso.  Antigamente eu podia olhar pela janela de meu quarto, e o ver no seu, acenava de leve para ver se ele iria me notar. Ás vezes ele me notava, e acenava de volta com um pequeno sorriso em seu rosto, eu corava e desviava o olhar para meu computador e colocava os fones de ouvido antes de dar uma última olhada em seu rosto. Uma coisa eu tinha certeza, eu vivia ouvindo uma música e também lendo creepypastas, talvez eu fosse que nem Nina.

Mas isto foi a um tempo, e hoje qualquer um pode ler sua história na internet, mas ninguém tem a honra de o conhecer. Eu estava lá quando aquilo aconteceu, aquela porra de acidente que estragou minhas chances com ele. E aquele maldito Slenderman! Hoje tenho que sair com uns amigos a noite, um tipo de desafio para procurar creepypastas relacionadas ao Slenderman na floresta. Algo me dizia para empurrar minha amiga no escuro e fazê-la cair de cabeça em uma pedra pontuda que tinha ali. Quando voltei pra casa á meia-noite meus pais quase me mataram, estavam preocupados comigo, não liguei muito e subi para meu quarto, minha janela estava aberta e tinha uma página em minha grudada em minha parede. Peguei a página e havia um círculo com a letra " X " no meio, meus olhos estavam arregalados, não, não, não. Ouvi gritos do andar de baixo, minha mãe e meu pai estavam discutindo novamente, não aguento mais isso, seria tão simples se eu pudesse fugir de tudo e viver junto com quem amo, mas isso não vai ser possível. Me encostei na parede escorregando até o chão, abracei meus joelhos ficando sem saber o que fazer, logo meu pai viria até meu quarto fazer coisas hórriveis comigo.

Lágrimas desciam por minha face, ouvia passos no corredor, e gritos de minha mãe. " Robert pare com isso! "ele estava se aproximando, não, não, olhei para minha escrivaninha vendo uma tesoura com ponta afiada. Me levantei e peguei a tesoura rápidamente, a escondi dentro de meu casaco para ele não ver. A porta foi aberta, meu pai estava logo ali, me olhando com um sorriso maldoso nos lábios, eu já sabia o que iria acontecer, mas não aguentaria mais isso. " Robert por favor não! " minha mãe gritou atrás dele tentando o puxar " Cala a boca Lauren! " meu pai gritou e logo a empurrou fazendo-a cair da escada. " Não, por favor, de novo não, pai . . " ele se irritou mais ainda " Cala a boca ou será pior pra você! " ele gritou novamente se aproximando de mim, quando estava perto o bastante, abri meu casaco rápidamente agarrando a tesoura. Corri em direção a ele tentando acertar a tesoura em seu peito, ele me jogou longe e correu, porém eu fui mais rápida me levantando e ficando a tesoura em suas costas e retirando logo em seguida, ele caiu no chão e eu o virei ficando por cima dele. " Você é um ser horrível, papai, você não merece ser amado. Por ninguém! " finquei a tesoura em seu peito e a abri e girei formando um buraco, ele parou de respirar, retirei a tesoura de seu peito me levantando e o chutei com força o fazendo cair das escadas. Minha regata branca estava totalmente suja de sangue, mas eu não ligo, minha mãe me olhava aterrorizada, ela estava de pé temendo sua própria filha. Coloquei meu dedo indicador em frente a minha boca " Shhhh, não queremos atrair os vizinhos não é? ", ela desmaiou e eu a coloquei no sofá.

Abri a porta da garagem procurando uma coisa, uma máscara, era uma máscara cirúrgica de minha mãe quando trabalhava no hospital, achei lá também uma faca extremamente afiada e grande, mesmo assim levei comigo para não deixar evidências lá. Voltei pra dentro de casa indo para meu quarto, trocando a regata suja por outra limpa e peguei o casaco, levantei o capuz e sai do meu quarto, desci as escadas e saí da casa. Corri para longe dali para nunca mais voltar, mas agora eu podia ouvir estranhas vozes na minha cabeça.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória