FANDOM


Numa noite chuvosa uma garota de 17 anos que se chama Júlia, tímida, estranha, antipática, resolve sair no meio da noite.

Em frente a casa dela tem um posto, único local aberto naquele momento pois as lojas continuavam fechadas.

Ela chega no posto e compra um cigarro, senta-se em um banco de madeira e começa a fumar.

Com seu guarda-chuva na mão observa atentamente toda a rua, como se fosse querer saber cada detalhe das casas, dos poucos carros que ali passavam, das lojas que estavam fechadas.

Do lado direito dela começa a surgir do escuro um homem alto, branco, um pouco musculoso mas nem tanto, e começa a andar lentamente na direção de Júlia.

Ela fica olhando fixamente para ele, não demonstrando está apavorada ela acende outro cigarro.

Ele ficou ali parado olhando para ela por 3 minutos e começa a sussurrar palavras rapidamente. Ela estranhando a atitude dele começa a falar lentamente:

— O que você quer comigo? Qual seu nome cara?

Ele permanece a sussurrar, e Júlia identifica algumas palavras que ele fala. Ele sussurrando fica dizendo rapidamente:

— Você vai entender, vai entender, vai entender, vai entender, ainda vai entender.

Ela apavorada começa a pensar: “O que eu vou entender? O que ele tá falando?”.

Ele começa a direcionar até a loja, abre a porta e fica sentando no chão olhando para o atendente.

Ela assustada, olha para o outro lado e olha novamente para a loja do posto, e ele não está mais lá.

Ela sente calafrios passando de sua barriga até o pescoço, suas pernas começam a ficar dormente e a chuva começa a parar aos poucos.

Ela se direciona até a loja do posto, compra uma merenda e quando estar pagando ela sai e senta-se a três metros longe dali. O mesmo homem aparece, ela assustada começa a ficar totalmente parada.

Ele chega mais perto dela e diz:

— Precisa de ajuda?

— Não é preciso... eu levo meus refrigerantes e o resto da merenda sozinha mesmo, a minha casa é bem ali, mas obrigado pela gentileza.

— Aqui é bem estranho moça, é madrugada e ocorrem sequestros por aqui, não é bom ir sozinha. – diz ele

— Não mas não é preciso... Tá certo aceito.

Chegando na casa dela, ele dá um sorriso sarcástico parecendo satisfeito.

Ela diz agradecendo:

— Obrigado por me acompanhar até a minha casa, mas não foi preciso cara.

— Claro que foi preciso, agora eu terei de ir para continuar minha dormida. Você me acordou com seu cigarro fazendo fumaça, mas não se assuste eu só quis apenas ajuda-la.

— Ata... então tá certo, desculpa. Qualquer dia se vemos novamente pelo posto moço.

Ele anda lentamente até uma estrada bem escura em frente a casa da Júlia, ela olha cada passo que ele dá atentamente, porém ele desaparece da vista dela.

No outro dia ela chega ao posto, sem fumar cigarro, ela se direciona ao atendente entrando dentro da loja do posto e pergunta:

— Moço, você viu ontem um homem musculoso e alto sentando na sua frente aqui?

— Que homem? – diz ele

— Um homem ontem que até ficou parado olhando para mim lá fora e em seguida sentou aqui no chão da loja do posto.

— Não, não teve nenhum homem aqui. Mas calma, você deve tá falando do nosso colega de trabalho.

— Ah, então deve ser ele mesmo... – diz Júlia

— Mas moça, você deve estar louca, pois ele é alto e musculoso e atendia lá fora de noite o posto,  mas ele morreu a duas semanas. Ele tinha problemas no pulmão... não conseguia tolerar fumaça de forma alguma – diz o atendente.

Ela surpresa, se despede do atendente e anda devagar até sua casa.

Apavorada com o que aconteceu no dia anterior ela começa a ir ao seu quarto lentamente. O que será que está acontecendo com ela?

As luzes do seu quarto apagam na hora, sua porta fica batendo sem parar, a TV chia e fica mudando de canais. Alguma coisa aconteceu com aquela moça.

Se Júlia soubesse o que fazer e entender o que estava acontecendo, que pena daquela jovem...

Por isso eu lamento quem ler minhas tristes histórias que testemunhei.Mas ela ainda vai me entender, vai entender, vai entender...

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória