FANDOM


O experimento Tuskegee foi um dos experimentos médicos mais cruéis já feitos na história dos Estados Unidos. Tudo começou no Alabama entre 1932 e 1972, um grupo de vários médicos estava querendo criar um experimento de uma doença chamada sífilis, todos foram tratados sem medicação nenhuma, existem rumores de que faziam crueldades com eles.

399 sifilíticos afro-americanos pobres e analfabetos, e mais 201 indivíduos saudáveis para comparação, foram usados como cobaias na observação da progressão natural da sífilis sem medicamentos.

As pobres pessoas que foram chamadas para fazer o exame não foram informados do seu diagnóstico e nem deram consentimento informado, tendo-lhes sido dito que tinham "mau sangue" e que se participassem receberiam tratamento médico gratuito, transporte para a clínica, refeições e a cobertura das despesas de funeral.

No total, 125 mortos, 19 crianças nasceram com a doença e 40 mulheres infectadas.

No final de tudo, apenas 74 dos pacientes da que participavam da experiência estavam vivos; 25 tinham morrido directamente de sífilis; 100 morreram de complicações relacionadas com a doença; 40 das esposas dos pacientes tinham sido infectadas; e 19 das suas crianças tinham nascido com sífilis congênita.

No final, Peter Buxtun foi o denunciante do experimento, porém não existem notícias dizendo se os médicos foram presos...

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória