FANDOM


  Eu trago esta creepypasta que não é grande coisa mas da pro gasto, né.

Eu nunca gostei de crianças. Eu tenho apenas 12 anos mas nunca gostei de crianças com menos de 7 anos. Mas esse é apenas o começo.

Eu tinha um primo que tinha uma namorada, Cintia. Eles viviam brigando. Nós eramos muito amigas, eu ia na casa dela, conversávamos e eu brincava com a gata que ela tinha. Eu adorava aquilo, me divertia muito. Mas ai, ele chegou. Aquela maldição. Eles tiveram um filho. Uma vez que eu estava na cozinha quando ouvi minha mãe falar que Cintia estava gravida. Eu ainda ia na casa dela, afinal, ainda eramos amigas, claro. Só que quando aquilo nasceu, eu não fui ver Cintia no hospital. Fiquei sabendo do nome, Thiago. Esse era o nome da coisa. Ele era insuportável. Chorava, gritava, esperneava o tempo todo. E o pior, sempre que Cintia vinha pra minha casa, ela trazia ele. E eu apenas me escondia. As coisas já não eram as mesmas entre eu e Cintia. Eu pouco falava com ela depois daquela coisa chegar. Todos davam atenção a Thiago, achavam que ele era um deus. Mas eu apenas afundava na lama. Uma vez Cintia brigou comigo por eu ter chamado ele de coisa ou aquilo. Até que o meu aniversario chegou. Um dia que eu poderia ser feliz, sem brigas ou tristezas. Cintia veio com a coisa. Eu apenas deixei quieto. Eu falei com a minha mãe que queria fazer bombons com as forminhas que havia ganhado, e ela concordou. Então derretemos o chocolate e colocamos nas formas. Íamos enfeitar os bombons com chocolate branco depois. Até que Cintia chegou pra mim e perguntou se podia enfeitar um bombom, e eu disse sim. Eu olhei pra trás e quando olhei de volta percebi o que ela havia feito ali. Eu não conseguia acreditar. Ela havia escrito "Th" no bombom. Eu olhei pra ela e ela riu. Eu fiquei confusa o dia inteiro, mas depois, eu só sentia raiva. No dia seguinte ela veio sem a coisa. Ela percebeu que eu estava brava por ela ter feito aquilo e veio falar comigo. Então ela disse: "Desculpe eu ter escrito no seu doce" e depois foi embora. Depois de uns dias, minha mãe me perguntou se eu não queria ir na casa de Cintia. Então eu pensei que seria mais fácil se vingar na casa dela. Vingança era a única coisa que eu queria, por isso eu disse sim. Minha mãe falou com Cintia e logo ela veio me buscar. Quando eu entrei na casa dela, vi aquilo sentado num tapete de EVA no chão. Cintia disse que iria sair por alguns minutos e queria que eu tomasse conta da coisa por ela. Eu disse que seria ótimo. Quando ela saiu e trancou a porta, comecei a pensar em como seria minha vingança. A cena do nome da coisa escrita no meu doce passou rapidamente pela minha cabeça e logo eu tinha o plano de vingança perfeito. Eu apenas fui até a cozinha e peguei uma faca. Eu olhei pra coisa sentada no chão me encarando, fazendo meu sangue ferver. Eu tinha que matar aquilo. Era um desejo que me consumia por dentro. Dei uma pancada forte na cabeça da coisa pra fazer com que não gritasse. Abri a barriga daquilo e esculpi meu nome com a ponta da faca na cabeça. Com o sangue da barriga, eu escrevi no chão:

"EU ESCREVI NO SEU DOCE"

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória