FANDOM


Eu tinha uma irmã o nome dela era Sophia, eu estudo no sétimo ano e ela no sexto. Um dia minha professora de matemática faltou e tivemos que ficar na classe do sexto ano, a professora de português mandou as duas classes irem pra biblioteca pesquisar adjetivos em alguns livros. Quando a aula acabou fui para casa com minha irmã de lotação, ela tinha um livro meio rasgado escrito na capa: Diário. Perguntei aonde ela conseguiu aquilo. ela havia dito que na aula de português achou esse livro na biblioteca. Achei que tudo estava bem e que alguém havia perdido, quando chegamos em casa ela sentou no sofá e começou a ler. Aquele diário era grosso apresentava ter umas 2000 páginas, durante um mês achei normal, mas, ela não parava de ler aquela droga, um dia ela estava lendo quando ia começar um novo episódio de Hora de aventura (o desenho preferido dela) e eu chamei ela, sem nem me olhar ela respondeu: Legal bota pra gravar. Eu achei muito estranho e quando ela dormiu fui ler o diário. Era assim:

Este diario e de propriedade privada

Abri na segunda página

Eu sei que voce ainda esta ai entao xo

E na terceira estava dizendo:

Voce é mal mesmo entao ja que nao vai sair vamos comecar
Eu nasci numa linda manhã de inverno, numa linda maternidade em são Paulo...

A vida daquela garota é uma novela quando percebi já eram 10:00 AM, guardei o diário antes de minha irmã acordar. Tive inspiração e comecei um diário também, um mês depois ouvi minha irmã gritando. Fui correndo e ela me mostrou a ultimá página, ela estava rasgada, o que era uma pena pois eu também havia me interessado.

No dia seguinte, fui para a biblioteca procurar a página que estava faltando. Encontrei uma folha ela era de mesma espessura, tamanho e cor das outras. Queria ler com minha irmã então guardei-a em minha mochila, ao chegar em casa contei para minha irmã e após o jantar lemos. Estava escrito:

Entrei na sala de cirurgia, minha vida dependia do bom desempenho dos médicos, do nada senti meu coracao parando, e eu morri. Esse e o fim de Melani Longbottom. então digo adeus mundo terreno.

E eu disse: Como ela escreveu isso se ela morreu? Levando uma resposta óbvia de minha irmã, vai ver alguém escreveu no lugar dela.

Mais tarde peguei a folha e examinei, e percebi que havia uma frase de caneta toda rabiscada a lápis. Peguei uma borracha e apaguei.

Se você chegou até aqui parabéns você é o filho do próprio Diabo. Agora você vai sofrer!

Não entendi direito. Um mês depois eu e minha irmã começamos a sentir dores no corpo, fomos no hospital e não fomos diagnosticados com nada. Dois meses depois começamos a respirar com dificuldade, fomos no hospital e os médicos não encontraram nada. Três meses depois perdemos a mobilidade das pernas, antes de ir ao hospital pedi a meu pai para levar o diário a biblioteca municipal, ao chegar lá, entregamos o diário a bibliotecária, eu sei que encontramos ele na biblioteca da escola, mas na biblioteca municipal de São Paulo ficaria muito mais seguro. Quando ela nos deu um cartão de doador de livros, minha irmã do nada teve um A.V.C. ela foi para na sala de cirurgia do hospital e morreu lá mesmo. Uma semana depois sofri um acidente e fiquei tetraplégico.

Desdê então não paro de ouvir a frase: O filho biológico do Diabo!

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória