FANDOM


É tarde. Karina volta cansada para casa do hospital cujo trabalha como enfermeira. Ela avista na esquina, faltando exatas duas ruas para sua casa, um homem; O mesmo usava uma blusa de frio negra, a qual Karina viu ele puxar a touca assim que ele avistou-a, uma calça jeans escura e tênis esportivo. Karina está com medo. Eram mais de 3 da manhã, o que o tal homem estaria fazendo ali, parado na esquina, aparentemente cabisbaixo?. Karina continua tranquilamente seu percurso até que o momento chega...; Karina passa ao lado do indivíduo. Neste mesmo momento, seu braço começa a tremer explicitamente. O homem levantara a cabeça e olhara ela obscuramente, de um jeito tão macabro que teve a capacidade de fazer ela tropeçar e por pouco não cair.

Karina finalmente chega em casa e vai tomar seu banho. Ela é acostumada a ouvir músicas em seu celular em quanto toma banho, dificultando a passagem de som pelos ouvidos dela. Mal sabia ela, que, isso iria acabar com a vida dela...

Enquanto Karina ouvia sua música e relaxava com os olhos fechados em sua banheira, ela não ouve os gritos de socorro vindos do andar de baixo. Eram seus pais, gritando por ajuda; Aquele mesmo homem entrara na casa de Karina com uma faca. Porém, não era qualquer faca. Aquela faca, era a Faca de Hades, autora de vários e desconhecidos crimes pela cidade.

O Homem assassina os pais de Karina, que naquele dia acabaram de completar 19 anos juntos. Quando o autor do crime termina de esfaquear suas vítimas, na maior tranquilidade, puxa um isqueiro de seu bolso. Ele joga fogo nas vítimas. O fogo sai negro, era como se aquele fogo não iluminasse nada, apenas queimava.

Karina sentiu o cheiro. Vestiu seu roupão de banho e saiu do banheiro. assim que saiu, viu tudo incendiado, fazendo assim, com que ela entre em desespero. Por sorte, as autoridades tinham sido avisadas. Karina avista um homem correndo em sua direção. Era um bombeiro, indo ao resgate dela.

Já lá fora, Karina está com um pano sobre ela sentada na ambulância, quando avista no beco ao lado de sua casa um vulto parado. Parecia estar cabisbaixo, como o homem que ela viu a poucas horas. Aquela cabeça se levanta e Karina vê dois brilhos pouco reluzentes. Eram os olhos do vulto. Neste instante, um ligeiro fogo sobe e desaparece, fazendo com que o vulto e os brilhos saíssem dali.

A pergunta que ficava era a seguinte: "aquele homem, ou aquela coisa atacaria novamente?" nunca se sabe. quem sabe agora mesmo, atrás da sua cadeira?... Abra seu olho, acorde e olhe !

bom pessoal, sou novo no forum, e queria que avaliassem minha primeira creepy fã. espero que gostem. desculpem se errei no português, na acentuação. enfim, espero que tenham gostado.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória