FANDOM


Era manhã de sábado. Acordei e desci rapidamente as escadas para encontrar uma sala de café vazia. Olhei para o relógio. Eram 6:00...

'Atrasados.', Pensei.

" Pelo visto, eu que terei de fazer o café.". Comecei a preparar café, pães de queijo, chocolate quente, Waffles e um bolo. Isso, sem contar com as minhas panquecas tradicionais. Olhei para o relógio. 7:04. Slender tinha me dito que se alguém acordar na hora certa, deve chamar os outros imediatamente. Sorri maliciosamente e fui para o andar dos meninos. Primeiro, fui no Jeff. Dormia, como se ele fosse tudo que precisava. Primeiro, bati na porta. Nada. Depois entrei, e disse

"Jeff, é hora de levantar, senhor psicopata." Ele apenas roncou. Fiquei com raiva e gritei

"Jeff!!! LEVANTE, CACETE!!!". Nisso, Jeff deu um pulo e se levantou, de tanto susto. Olhou para mim. Eu estava encostada na parede esperando ele descer ou falar comigo.

"Bom dia pra você também." Ele disse.

" Sem palhaçadas. São 7:30. Slender não vai gostar se nos atrasarmos para o café.". Jeff esfregou os olhos e veio até mim. Fiquei um pouco vermelha e me afastei um pouco.

" Ei, se importa se eu te ajudar a acordar os outros com você?" Sorri maliciosamente outra vez e concordei. Jeff ficou com o andar dos meninos e eu fiquei no meu andar, junto com Pinkamena, Lazari, Sally e CreepyBloom. Simplificando, eu sou a única garota que tem a idade mais próxima dos garotos e que se interesse em falar com eles. Todas as outras meninas ( que eram milhares) construíram outra casa longe dali. Achavam que mereciam ter mais do que apenas um andar. Fui primeiro até o quarto da Pinkie. Era a única que tinha a idade mais aproximada de mim. 14 anos. Bati na porta e chamei seu nome. Ela a abriu e sorriu

" Bom dia, Lu!" Pedi para que ela descesse e parti para o quarto da Sally e da Lazari. As duas tinham o mesmo quarto. Fui até a cama de Lazari, a mais nova e sussurrei no seu ouvido:

" É hora de acordar, pequena filha de Zalgo." Ela abriu os olhos e sorriu ao ver que era eu. Depois de a levantar da cama e mandá-la descer, fui na cama de Sally. Cantei uma breve canção que Jane havia me ensinado para fazê-la dormir e acordar " Se alguém tentar te atacar, Tio Slendy irá essa criatura matar. Então, meu bem é hora de acordar, ou pro nosso café da manhã vamos nos atrasar..." Sally abriu os olhos rapidamente , e me agarrou com todas as forças. Ela já estava acostumada a me chamar de mãe. Nós descemos, quando vimos a coisa mais engraçada de todas: todos os garotos estavam cobertos de um líquido vermelho. Gargalhei e perguntei o que havia acontecido. Eles não disseram nada, apenas apontaram para Jeff. Isso foi o bastante para eu rolar no chão insanamente de tanto rir. Depois do café, eu disse:

" Ei, pessoal! Eu a Pinkamena vamos levar as meninas no supermercado. Alguém quer alguma coisa?" Jeff " Uma nova coleção de objetos cortantes de cozinha até que seria bom." Jeff disse.

" Se possível, doces... Hehehe..." Jack Risonho

" Cheesecake!" Masky e Hoodie disseram em coro

" Ah, e mais Waffles!" Eyeless Jack disse. Estranhei e disse

" Mas e os Waffles que preparei hoje de manhã? Eram muitos!"

" Toby não aguentou e devorou todos... " Ele disse olhando para Toby, que só se encolhia. Fomos ao super mercado e voltamos em questão de uma hora. Ao chegar, eles perguntaram para as pequenas Lazari e Sally, que estavam carregando um braço de um homem, morto no super mercado. Elas sorriram e disseram:

" Foi maravilhoso!". Logo, já estava de noite. Tínhamos almoçado, assassinado e nos divertido bastante . Já tinha posto as meninas na cama e fui para meu quarto. Ouço batidas em minha porta. Digo

" Entre." Era Jeff. Ele faz isso toda noite.

" Jeff, o que está fazendo aqui, é tarde!"

" Eu senti que precisava ver você, hehehe..." Ele disse, rindo um pouco.

" Jeff, só diga o que quer."

" Tudo bem, tudo bem! Mãe de Zalgo! Só vim perguntar se iria assassinar comigo uma família rica que vive aqui perto. " Sorri e concordei. Mas ao chegar ao lugar marcado, vi que não era uma casa. Era um Motel. Fiquei vermelha e perguntei

" Você está brincando, não é?"

" Eu tenho cara de quem está de brincadeira?" Ele estava vermelho e sorrindo. " Vamos! Ninguém está por perto! Qual é, LUNA! Você sabe o que eu quero!"

" Tudo bem. Mas só porque você pediu. Mas com uma condição: só beijos, nada de...." Fiquei vermelha igual a um tomate nesse momento. Jeff concordou. Bem, o resto você já deve saber. No fim da noite, aproveitamos para matar algumas pessoas que estavam no Motel naquela noite. É, foi divertido. E não precisa me lembrar que estou namorando Jeff. Ninguém precisa saber disso. Agora, se me dá licença, vou matar um bando de adolescentes rebeldes que fugiram de casa com o Jeff. Boa noite e não se esqueça de desligar o computador ou eu posso voltar para matar você.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória