FANDOM


Creepypasta-ROBERT THE KILLER

Se você quiser perder todo o rastro de sua sanidade, tudo o que você tem de fazer é simplesmente ler este artigo.Este documento é confidencial e dado por uma vitima do local, então leia-o por conta propria e risco.

Era verão, uma das épocas mais desejadas por muitas pessoas, Robert e sua família se mudavam, mais uma vez, Robert não era ligado a família a maior parte do tempo, seu padastro era um filho da puta que não ligava pra ele, sua mãe cuidava dele  mas preferia ficar tendo relações sexuais com seu Padastro, o irmão mais novo era um irritante, e mais uma vez no ano, outra mudança, mexendo no notebook, ouvindo música, e jogando seu game preferido, seu fone de ouvido não o deixava ouvir as gotas de chuva que batiam contras as janelas, mas ele podia as ouvir pequenos ruidos vindo do computador mas pensou consigo "Não é nada".

Cada vez mais a chuva se tornava mais intensa, passando por uma lombada seu padastro, de propósito, não diminuiu a velocidade, fazendo com que o notebook largasse de suas mãos, e cair no chão do carro.

Robert disse com um tom irritado mas calmo ao mesmo tempo:

-Me avise da próxima vez que tentar quebrar meu computador.

O padastro não falou nada sobre isso e continuou a dirigir, em uma tentativa de liga-lo novamente percebeu que o botão havia trincado:

-Ótimo-... -murmurou

Mas em uma fração de pequenos segundos a tela novamente voltou, mas não a que Robert navegava, a tela era negra, e um pequeno texto apareceu dizendo apenas "VOCÊ".

Robert achou tudo aquilo estranho, nunca viu seu notebook assim, mas em menos de 10 segundos a tela voltou ao normal...

Chegando a nova casa Robert foi a seu quarto, ele era belamente pintado, tinha uma varanda e pisos de pinheiro, até que ouviu a voz estridente de sua mãe:

-Robert, Robert...

-Aqui...Mãe...

-Ah querido ele é tão lindo!

-É...

-Certo, agora vá pegar suas coisas no caminhão da mudança, depois ajude seu pai no...

-NÃO OUSE FALAR QUE AQUELA MERDA É MEU PAI !!! - Disse Robert gritando

-Filho pare com isso ele...

-ELE É UMA DESGRAÇA NA MINHA VIDA !!! AINDA NÃO NOTOU COMO ELE OLHA PRA MIM? O PAPAI NOS AMAVA DE VERDADE NÃO ELE! TODOS SABEM DISSO MENOS VOCê!! ESTÁ OBCECADA POR ELE COMO UM ÚSUARIO É OBCECADO POR COCA!!

Robert saiu do quarto, e foi andando com passos pesados nos pisos da casa, ele foi e pegou suas coisas e voltou para o quarto onde se trancou pelo resto da tarde.

Ao cair da noite ele não desceu para jantar.

No horário de ir para cama ele ouviu sua mãe e aquele filho da puta do seu padastro transando mais uma vez, ele cansado daquilo vez o que queria fazer, em sua mochila pegou sua tesoura enferrujada e cortou seus pulsos e um pequeno corte em seu lábio fez ele sentir pela primeira vez como era o gosto do sangue:

-Isso...Isso...Isso é delicioso! -lambendo o pequeno corte em sua boca enquanto se equilibrava sentado na grade da varanda.

Na hora de dormir, o som de seu relógio não parava de tocar... " tic tac tic tac tic tac"...

Na manhã seguinte não tomou café, foi direto ao ponto de ônibus, sentou-se em uma da cadeiras e com a mochila no chão tirou o celular e os fones, ouvindo música sentiu uma leve batida em sua cabeça, ele olhou para baixo, era uma pedra, ele virou-se levantando-se, mas não viu nada, simplesmente, cinco garotos tomaram seu fone por trás...

-QUE PORRA É ESSA?!

-UUUUUUUH galera cuidado ele morde!

-VAMOS DEVOLVA MEU FONE!!!

-Escute aqui esquentadinho não é assim que a banda toca por aqui então abaixa a bola ou vai acabar se fodendo.-disse um dos meninos agarrando sua blusa

-E eu quero saber como é que a banda toca aqui? Só quero meu fone e se colaborarem ninguem sai machucado...

-OOOOH seu filho da puta escuta não aceitamos ordens!

O garoto segurou novamente a blusa de Robert que disse com a cabeça baixa:

-Largue minha...Blusa...seu...FILHO DA PUTA!!!

Robert deu um soco no garoto que caiu no chão com o nariz sangrando, após de ficar inconsciente ele pegou o fone de sua mão e colocou o pé em seu peito e disse:

-puxa é uma pena que você já tenha se cansado...

Robert levantou a perna e bateu com toda a força no peito do rapaz, ele fez o gemer de dor e contorcer-se

até que Robert disse:

-e vocês vão querer brigar também? Bem foi divertido mas tenho que ir se eu continuar aqui acabarei me atrasando para a escola.

Robert pegou a mochila, colocando novamente os fones de ouvido caminhou até a escola, chegando lá a professora disse:

-Classe, hoje iremos conhecer um novo colega...Robert!

-oi - disse Robert

-Robert fale um pouco sobre você.

-Gosto de tecnologia.

-Cara você é tímido?! - falou um garoto

-não, só não quero falar com ninguém.

-Ah Robert...Pode sentar-se com Lisa.

-Certo.

A garota era linda cabelos cacheados ruiva e com olhos azuis mas, algo sussurrou na cabeça de Robert "ela é uma vadia". Isso já acontecera algumas vezes, de coisas falarem em sua cabeça.

Após 3 meses Robert e Lisa viraram namorados mas em um dia de Novembro a neve caia sobre as ruas. Robert tinha dificuldades para andar então decidiu:

- Tem um beco aqui perto e não deve estar coberta com neve.

Mas ao entrar no beco se lembrou de sua mãe, ele tinha passado por maus bocados, não só na nova cidade mas na antiga. Isso tambem contribuiu para a mudança. O beco estava úmido e um pouco frio, mas não frio quanto lá fora. Até que ouviu duas vozes na qual se lembrava tão bem quanto a senha de seu computador. Era do lider da guangue e de...Lisa.

-Puxa Lisa você conseguiu enganar aquele babaca do Robert hahahaha! Bom trabalho! Ele é um peixe fora da agua aqui!

-Pois é você acredita!?

Os olhos pretos de Robert se encheram de água, enquanto um rio de lágrimas caia sobre seu rosto ele tapou sua boca com duas mãos porque estva com uma vontade imensa de gritar,logo ele caiu na poça de água, olhou seu reflexo, nada havia mudado cabelos loiro e olhos negro e um...olhar triste.

Robert como estava no Ultimo ano praticamente de sua fabulosa, triste e mediocre vida escolar então era obvio que o Baile de Formatura se aproximava, ele então fez um plano em sua cabeça,pegou seu celular e mandou uma mensagem a Lisa, ele ouviu do outro lado do beco: 

- ele esta me convidando eu aceito?

-claro assim você pode terminar com ele lá hahahahhahaha!!! - o garoto chorava de tanto rir

-é o que veremos- disse Robert murmurando.

O dia finalmente chegou, com gravata e roupas formais percebeu:

-puxa eu não tenho sapatos sociais.

Robert foi até seu guarda-roupa e tirou um all star preto e vasculhando mais algumas coisas encontrou um cachecol listrado em preto e branco e no final uma pequena mancha avermelhada em toda sua vida nunca tinha visto aquele cachecol e ninguem em casa sabia costurar ou tricotar qualquer tecido. Ele por alguma razão decidiu colocar o cachecol, e indo até o cofre de seu pai pegou uma...arma:

- Bem no final das contas meu pai serviu para alguma coisa.

Colocando a arma no bolso andou até a festa, chegando lá viu Lisa conversando com o garoto, ele puxou Lisa que disse:

-Robert seja mais delicado.

-Não sou mulher...

Robert levou Lisa até o refeitório que estava escuro e vazio,ele a jogou em uma das mesas e fez a garota bater a coluna que acabou quebrando alguns ossos,Robert sacou a arma e disse com um dos olhos tapados pelo cabelo loiro:

-Cale a boca vadia, é o dia do Julgamento.

Robert atirou, o som do tiro não foi mais alto que o gritos das pessoas que estavam na festa.Robert percebeu que havia uma câmera no local e disse sarcasticamente:

-Bem se quer um assassinato perfeito faça-o completo.

Robert desinstalou todas as câmeras do local, voltando atirou em Joe o líder da gangue que morreu junto a Lisa, ao chegar em casa,fez uma fogueira com muito álcool e queimou a arma e junto as provas de seu assassinato.

Não demorou muito para que alguns estudantes descobrissem os corpos de Lisa e Joe,mortos.

Ele notou que havia de resolver alguns "problemas" foi a cozinha e pegou uma faca.

O primeiro a morrer foi o irmão caçula,Adam, com uma facada no coração:

-Bons Pesadelos.-Robert murmurou em seu ouvido

O garoto nunca o apoiou em nada, o único apoio que recebia era de sua propria resistencia, sabe a morte do pai foi a 2 anos e mesmo assim nunca viu o irmão dar sequer uma lagrima.

Sua mãe estava na sala, assistindo alguma besteira, Robert chegou devagar, pegando uma mordaça colocou na boca dela, e cortou seu pescoço, o sangue se espalhou nas pardes. Robert foi até sua frente e  percebeu que ela com um album de fotografias de Robert de quando ele era pequeno, Robert caminhou e fechou o album e disse:

- Desculpe mamãe... mas vocÊ chegou muito tarde pra me salvar. Desculpe.

Antes de se levantar ele percebeu que ela segurava um pequeno pedaço de papel em suas mãos, o garoto pegou e leu Cuide dele era a letra de seu pai. Ate que o garoto percebeu o que a mãe estava assistindo, era um video caseiro mostrando o assassinato de seu pai. Quem segurava a camera era sua mãe e quem o esfaqueava inúmeras vezes era seu padastro:

- Então desde aquela epóca ela traia meu pai com ele.

Lagrimas caiam de seu rosto e pingavam no chão.

- DESGRAÇADO!!!!

Robert levantou do chão agora era a vez do padastro, ele abriu agressivamente a porta subiu em cima do homem que acordou:

- Mas o que...!

Robert colocou a faca em seu peito e sussurando disse:

-quero que sua morte seja bem lenta...papai!

Robert rasgou seu peito e retirou seu coração que ainda batia, cortou sua garganta e por fim engasgou-se com o próprio sangue:

-hahahahahahahahahahha papai você me faz rir hahahahah...

ele foi ao banheiro, pegou uma agulha e lhe fez um sorriso costurado até a metade de sua bochecha

- é um bom sorriso.

Subiu até seu quarto onde se deparou com um homem, um pouco alto, loiro e de olhos verdes,e ele também continha um belo sorriso:

-quem é você? -Robert gritou

-eu? eu sou seu pai desde o inicio.

-ha...

-eu o observava mesmo quando você não percebia eu era a sombra eu era o fantasma se preferir que ficava no canto dos seus olhos. A partir de hoje você ira trabalhar comigo.

-Certo,mas... quem é você?

-Eu? Eu sou...Homicidal Liu.

O Usuário que deu essa informação era um garoto que seguia Robert constantemente...

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória