FANDOM


Eram meia noite exatamente. Eu estava virando á noite como muitos fazem. Vendo vídeos paranormais no Youtube, uma rede social bem conhecida. Ouvi alguns passos na cozinha, mas nem liguei muito, pois minha mãe bebe bastante e perambula pela cozinha todas as noites. Eu me sentia meio vazia por dentro, meu pai se separou dela e nenhum deles me dá a devida atenção, então acabei dentro do vício do celular, todos os dias, lá estava eu, trocando o dia pela noite, as aulas já iriam começar, era meu último dia livre, então, indiferentemente, me deitei na cama e passei o dia inteiro com meu celular. Ao anoitecer, tive que ir para sala, assim que meus avós dormiram. Como havia uma uma cama lá, simplesmente me deitei e aproveitei a noite. Ás exatamente 3:00 da manhã, ouvi os mesmos passos que sempre ouvia, mas dessa vez eles estavam consideravelmente perto de mim. Me virei para a parte escura da sala e olhei com atenção. Depois de observar a cena por alguns minutos, voltei á mexer em meu celular. Senti uma presença ao meu lado, então me virei e o que eu vi me surpreendeu, eu nunca tinha visto aqui na minha vida. Era uma sombra, era eu. A sombra olhava para meu celular, mas logo ela olhou para meu rosto paralisado de medo. Logo após me encarar por segundos, a sombra sorriu. Ah, aquele sorriso... Ela cheio de dentes afiados, dava arrepios á qualquer um que pudesse o ver. Eu centralizei minha visão no fim daquela boca medonha, que logo se fechou. Eu, de repente, soltei um sorriso consolativo, automaticamente. Depois de perceber o que havia feito, botei a minha mão direita sobre a boca, logo que eu pisquei, percebi que a sombra sumiu. Fui correndo assustado para meu quarto, deitei e tentei ao máximo dormir, mas já não o podia, pois á duas horas eram minhas aulas. Saltei da cama, fui ao banheiro com minhas roupas e tomei banho, um banho curto e gelado. Sai do box molhado para me enxugar. me observei pelo espelho, como eu era bonita. Pisquei pois um pingo de água havia caído em meu olho esquerdo. Me virei novamente para o espelho e fiquei tremendamente assustada com o que vi. No espelho estava escrito, em letras vermelhas e borradas."I'm Here !" Em todos os lugares do espelho. Aterrorizada, Sai do banho aos prantos, mas meus parentes haviam saído para uma festa e me deixaram sozinha. Botei minhas roupas rápido e peguei minha mochila, saindo logo para ir á escola. Após chegar lá, sofri a mesmas coisas que sempre. Me chingavam e me batiam a toda hora, mas hoje... ah... hoje eu perdi o controle. Ana Carolina, a chatinha da sala, veio me chingar como sempre. Mas após ela me chamar de filha da puta, me lembro só de minha visão ficar escura. Sentia um líquido em minhas mãos, quente e escorregadio. Quando recuperei a visão, só consegui ver meu reflexo, todo manchado de sangue, carregando uma faca de cozinha ensanguentada. Ela andava calmamente até meu corpo paralisado, A única coisa que consegui fazer sair de minha boca... "QUEM É VOCÊ SEU MONSTRO??!!" Ela só sorriu para mim, parando em minha frente. De repente ela finalmente decidiu falar algo. "Meu nome é Alana." Logo após ela cravou a faca em meu pescoço devagar. Eu não aguentava aquela dor, mas finalmente aquele sofrimento chegou ao fim. Abri os olhos novamente e ví meu corpo, morto e jogado no chão. Chorei, gritei, mas ninguém ouvia. Eu era um espírito agora e para sempre. Após algumas semanas, meus pais e familiares foram ao hospital. Abriram o arquivo e a causa da morte me assustou muito. Estava escrito em letras bem grandes.

CAUSA DE MORTE: Suicídio.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória