FANDOM


Em 1995, eu era um estagiário recém-contratado nos Estúdios de Animação da Nickelodeon. Tive a chance de trabalhar especialmente ao lado de Joe Murray, que foi o criador de um dos meus desenhos favoritos, A Vida Moderna de Rocko. Quando fiquei sabendo que eu assistiria os novos episódios antes que eles fossem ao ar, é claro que eu fiquei em êxtase. Ele conversou comigo sobre os planos para os próximos episódios da série, e me mostrou alguns esboços iniciais dos personagens que as crianças daquela época (incluindo eu, e certamente alguns pais) haviam vindo a conhecer e amar. Os primeiros episódios exibidos eram ótimos, e eu sempre me gabava para os meus amigos, que também eram fãs da série. Mas um dia, as coisas pareciam um pouco fora do comum. Joe parecia exausto e rapidamente me entregou uma fita antes de ir para casa, alegando que estava doente. Curioso para ver o episódio que me aguardava, rapidamente coloquei a fita no videocassete, imaginando as confusões que Rocko e seus amigos iriam se meter desta vez. Mas quando o cartão de título apareceu, fiquei chocado, para dizer o mínimo. O cartão dizia "O Funeral de Felizberto", e havia uma imagem de Rocko e Vacão ajoelhados sobre o casco da amável e desastrada tartaruga. Sua casca tinha vários arranhões, e estava manchada de lama. O episódio em si começou com Rocko sentado no sofá de sua sala, que estava estranhamente bagunçada e cheia de moscas. Spunky, seu cachorro, foi caminhando lentamente pela sala, parecendo muito mais magro do que o normal, latindo fracamente para Rocko. Não havia nenhum som, e ao invés das cores habituais e alegres, havia cores escuras excessivamente vivas espalhadas pela tela, dando um olhar mórbido e caótico ao cenário. O silêncio continuou até o episódio chegar a cerca de um minuto de duração, mas foi quebrado quando o telefone tocou. "Olá?" Rocko perguntou em sua voz irritantemente monótona.
Philbert copy-1-.jpg
O som suave de uma outra voz pode ser ouvida na outra linha, e por um único quadro, uma imagem apareceu, mas desapareceu antes que eu pudesse dar uma boa olhada. "Sim, eu entendi. Terça-feira as 15:00, certo", disse ele no mesmo tom antes de desligar o telefone. A câmera deu um zoom em seu rosto, mostrando detalhes perturbadores, e em seguida silenciosamente diz "Felizberto", antes de começar a chorar. Rocko começou a gritar o nome Felizberto, seu tom de voz ficando cada vez mais alto com cada grito. Vacão entra na casa em seguida, com sua atitude normal e feliz. "Hey, Rocko. O que-" Sua fala terminou de forma abrupta, e ele ficou olhando em silêncio para o rosto de Rocko por cerca de 30 segundos, e em seguida, diretamente para a câmera pelos próximos 30 segundos. Rocko então friamente diz: " Felizberto morreu". Vacão começa a ficar histérico, mas não de sua maneira comum e cartunista. Ele parecia genuinamente triste, e ver isso estava me machucando ver isso; ver meus amados personagens favoritos naquela situação horrível. A tela então ficou escura, e logo cortou para o interior de uma casa funerária. Todos os personagens estavam lá dentro, soluçando, os sons de todos eles enchendo a pequena sala. A câmera se aproxima para o rosto de Felizberto, morto e deitado dentro de um caixão azul com velas espalhadas em volta, e permanece assim durante o resto do vídeo. Depois de ver isso, sentei-me em estado de choque por um momento antes de começar a me sentir mal, mentalmente e psicologicamente. Pelo que entendi, esse era para ser o episódio final da série, algo parecido com o que deveria ter acontecido com o final de Invasor Zim. Felizmente, este episódio acabou nunca indo ao ar, mas ainda assombra os meus sonhos até hoje. 

(Creditos para Creepypasta Brasil)

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória