FANDOM


Avaliação de 3 dias (A lenda da criança perdida)
 
11
 
1
 

A votação foi criada às 00h19min de 28 de Abril de 2015, e até agora 12 pessoas votaram.

A Lenda da Criança Perdida

Eu estava em um acampamento no meio de uma floresta abandonada com meus amigos. A gente tinha acabado de pescar e eu comecei a preparar uma fogueira pra assar os peixes. A base estava pronta, só faltava acender, meu pai tinha me falado pra eu não mexer com fogo, e eu obedeci, não queria me machucar. Esperei o Gabriel acender o fogo, os peixes foram colocados na panela, uma das poucas coisas que não era natural no nosso acampamento.

Comemos os peixes. Eu lembro até hoje o gosto deles, sempre gostei de peixe, mas parece que eles ficam mais gostosos quando são pescados. Depois nós começamos a contar histórias de terror, o Charles saiu de perto e foi dormir, acendeu o lampião e deitou, ele morre de medo dessas histórias, eu não, sempre gostei de histórias assustadoras. Foi nessa viagem que eu fiquei sabendo da lenda da criança perdida, que vou contar pra vocês.

Era um dia frio de inverno em Nova Orleans, uma névoa fina cobria as ruas da cidade. Ellen andava calmamente pelas ruas de pedra do século XIX, ela ia levar comida pro seu pai, que estava trabalhando em uma sapataria. Seu pai, Jean Louis, ficou alegre com a chegada de sua filha, mas ficou preocupado com ela estar andando sozinha pelas ruas da cidade. "Filha, o que você está fazendo?" perguntou o pai. "A mamãe pediu pra eu entregar comida para o senhor" respondeu Ellen. "Obrigado, mas por que ela não veio?" "Ela está um pouco quente, ela não quer sair da cama." "Tudo bem, eu vou tentar sair mais cedo do trabalho pra ver como ela está, tchau filha, tome cuidado".

Ellen ia visitar sua amiga, Marie, ela não queria ficar perto dos médicos que iam visitar sua mãe, ela morria de medo dos médicos e todos os instrumentos esquisitos. Ela estava chegando na casa da amiga, quando a névoa ficou muito espessa e o frio aumentou de repente, ela andou mais rápido, mas tomando cuidado pra não rasgar seu vestido branco e longo. Quando ela olhou pra sua esquerda, ela viu o acendedor de lampiões apagando um dos lampiões. De repente, ele saiu voando e uma bola de luz surgiu do lampião. Ele tinha explodido. A menina caiu inconsciente no chão, seu vestido branco estava levemente rasgado e manchado de sangue. Um homem alto carregou a criança inconsciente até a sua casa.

Quando Ellen acordou, ela estava no porão de uma casa grande, toda de madeira. A névoa da manhã conseguia entrar dentro do porão através da porta, que estava na frente da escada. Ela teve dificuldade pra se levantar, ela viu seu vestido coberto de sangue e pensou que estava muito machucada. Ela tentou se levantar e não conseguiu. Quando ela olhou pros seus pulsos, ela viu que estavam amarrados, suas pernas estavam amarradas. Ela estava deitada em uma espécie de cama de madeira.

Um homem alto abriu a porta e andou lentamente em direção a ela, segurando uma serra, um martelo e uma faca curta. Ela gritou. O Homem riu e respondeu "ninguém poderá te escutar gritando daqui!". O homem pegou a faca e cortou um dos pulsos da garota de apenas 8 anos. Ele começou a levantar o vestido da menina, enquanto ela gritava. O homem estuprou a menina violentamente.

A menina estava desesperada, os cintos que prendiam os pulsos dela começaram a ferir sua pele. O Homem enfiou a faca na mão dela. Ele retirou a faca, e enfiou na outra mão. A faca chegou a atingir a madeira, o homem teve dificuldade de retirar a faca, quando ele finalmente conseguiu, pegou a serra e começou a serrar os dedos da menina, que gritava desesperadamente, a serra cortou o dedo médio, o dedo anelar, o dedo indicador, ficaram apenas os dedos polegar e mínimo.

O homem estava se divertindo com a cena. Ele pegou o martelo e quebrou os dois últimos dedos da mão esquerda da criança. Ele saiu logo em seguida, a criança pensou que tudo acabaria, mas ele volta com um tesoura pequena, provavelmente de prata. Ele enfia a tesoura na barriga da criança e abre lentamente, cortando músculos e pele da criança por dentro, depois disso enfiou uma faca no buraco. Através desse buraco o homem "estuprou" a criança novamente.

A cena se repete por um tempo, o homem enfia a tesoura, a faca, e a estupra, até que ele desiste. A barriga dela está toda perfurada, a menina ainda permanece viva por algum motivo misterioso. O homem volta com um facão pra acabar com tudo, cortar a cabeça da criança, ele levanta a arma e... muda de ideia, ele amputa o braço direito da criança, e o costura novamente no lugar. A criança grita enquanto a névoa entra pelas brechas da porta. O homem pega a serra, e serra "suavemente" a barriga da criança. Ele pega as tripas dela e joga no chão, enquanto ele ri, a criança chora e grita desesperadamente.

O homem liberta os pulsos da criança, já sem forças, e depois libera as pernas. O homem joga a criança no chão, que continua viva, mas já sem forças para gritar. O homem sobe correndo as escadas e muda de roupa, sai correndo desesperadamente, mas acrescenta mais uma marca na parede, totalizando 23.

Desde esse dia a criança aparece em espelhos, que são frequentemente usados para comunicar com fantasmas, usando a roupa que usava quando foi assassinada e um ursinho de pelúcia. Quem ignorar os sinais será condenado a sonhar com a garota fantasma te perseguindo. Ela te perseguirá na sua casa, quando você olhar pra um canto escuro de sua casa, ela estará lá, apenas observando e esperando pra dar o golpe fatal. Mas há como evitar que você não seja atacado, basta ajuda-la a pegar o seu assassino. Só há um problema nessa história, o assassino está morto, e todos que tentam chegar perto de sua casa somem misteriosamente.

Criança do mal

Os sinais

Os sinais são simples, você pode ouvir passos na sua casa enquanto todos dormem, você pode ver uma névoa muito espessa, animais olhando fixamente por um ponto, calafrios, cães latindo próximo a meia noite, você pode ver um vulto correndo pelo canto dos olhos e por último, você pode ouvir um grito muito agudo. Se você ignorar qualquer um desses sinais, você receberá a visita de Ellen.

Mesmo que você consiga chegar em Nova Orleans, você será impedido pela sua irmã gêmea, cartas mandarão você desistir, mas será impossível não sonhar com a garota, ou ver seus reflexos no espelho.

Você deve estar se perguntando como eu sei disso tudo, mas eu sonho com a garota todas as noites e sei que um dia ela me pegará. Só espero que meus parentes encontrem esse site.

ATUALIZAÇÃO

Parece que alguém entrou na casa e libertou os espíritos das outras vítimas. Agora você pode ver outras pessoas além da criança. Eu não sei se todos vão tentar te matar, mas ao todo são 23, incluindo a irmã gêmea da Ellen. O autor dessa história não se encontra mais entre nós, e parece que quem conhece a história será visitado por um dos fantasmas. Quem está escrevendo aqui é o irmão dele. E eu já vi dois dos sinais. Eu estou torcendo pro meus familiares nunca conhecerem essa lenda. Adeus para todos.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.