FANDOM


Uma adolescente normal da atualidade, 16 anos de idade, uma pessoa normal que vivia em uma cidade sem muitas novidades, sem muitos crimes, sem muita crueldade.

A menina era curiosa e gostava de coisas de terror, horror era sua preferência e a sua família não dava muito valor, era rebelde e usava drogas. Ela não tinha muitos amigos, era um pouco tímida e estranha, não gostava de dar risada, era muito quieta,sempre ficava calada.

Sempre quando voltava da escola via um homem estranho: Roupa preta, gorro, muito misterioso. E certo dia, sentiu curiosidade em segui-lo, ela então disfarçadamente, de uma distância longa o seguiu. Ele entrou na floresta, sempre mantendo um ritmo bem lento, a menina com toda sua curiosidade o seguiu.

Ao passar do tempo, começou a entardecer e a adolescente achou melhor voltar para sua casa e deixar o caso desse estranho homem por assim mesmo, mas quando ela se virou o homem estava lá, de cabeça abaixada, e devagar levantou a cabeça e disse:

- Por que não fica mais um pouco?

Ela se assustou,mas sem demonstrar medo andou para outra direção. O Sol já estava se pondo e a adolescente andava cada vez mais rápido, porém, o homem que a perseguia apareceu novamente em sua frente.

- Já vai embora? Vamos nos divertir um pouco!

Então ela correu o mais depressa que pode para a direção oposta do homem, ela continuava correndo mas ele era rápido e ela não via como fugir. Ela tropeçou, caiu no chão, antes de se levantar ele tinha chegado.

- Vá embora!

Ela disse desesperada

- Eu quero me divertir, e você vai brincar comigo.

Disse o homem macabro e misterioso.

Ele então segurou ela pelos cabelos e bateu brutalmente sua cabeça na árvore, assim desmaiando-a, ele a arrastou até uma caverna no qual ela muito escondida no meio da floresta onde ninguém poderia encontrar facilmente.

Ela acorda, amarrada com correntes em uma cadeira similar a de um dentista, sentindo-se tonta, com sede e fome. O lugar tinha tochas nas paredes, era pequeno e estreito, ao seu lado esquerdo tinham várias ferramentas de cirurgias médicas, no direito tinham armas de tortura.

O homem veio andando lentamente em sua direção, rindo e sorrindo olhando diretamente nos olhos dela.

Ela começou a gritar.

- Por favor! Não faça isso! Eu não te fiz nada, o quê você quer?!

Então ele disse:

- Eu quero brincar com você!

Parte 2

Parte 3

Parte 4

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória